sábado, 29 de junho de 2013

sexta-feira, 28 de junho de 2013

RESGATE DE GOLFINHOS

               


As imagens mostram o momento exato do resgate de mais de 30 golfinhos encalhados na praia. Eles se aproximam cada vez mais e começam a ficar presos.
Logo após banhistas que estavam no local começam a unir-se para devolver os Cetáceos ao mar com rapidez.
A rapidez nesse momento foi, e é, de suma importância para a sobrevivência desses mamíferos, uma vez que pesam mais ou menos em torno de 500 kg e tem tamanho de aproximadamente 1,9 a 4 metros (difícil de manejá-los).
A ação foi muito rápida por parte dos banhistas ajudantes, por isso a operação obteve sucesso!!!
Já pensou se essa situação tivesse ocorrido com a praia deserta??? certamente os golfinhos não suportariam e morreriam encalhados na praia.
Parabéns a todos que participaram dessa ação de salvamento, e do cinegrafista que registrou tudo, de modo que vemos agora, em imagens de vida...
Esse flagrante ocorreu na praia de nome Prainha, em Arraial do Cabo, Rio de Janeiro - Brasil no ano de 2012.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

BABIRUSA

BABIRUSA MACHO
BABIRUSA REPOUSANDO
BABIRUSAS MACHOS
BABIRUSA COM OS DENTES CANINOS QUEBRADOS
A BABIRUSA FÊMEA NÃO APRESENTA OS CANINOS EM EVIDÊNCIA E O BABIRUSA MACHO  APRESENTA OS DENTES CANINOS EM DESTAQUE
FILHOTES DE BABIRUSA
DENTES CANINOS EM DESTAQUE
PORÇÃO CRANIAL DE UM BABIRUSA

quarta-feira, 26 de junho de 2013

PÊNIS DE GATO

A FOTO MOSTRA ACIMA O PÊNIS COM ESPINHO (GATO SEM CASTRAÇÃO) E ABAIXO SEM ESPINHO (GATO CASTRADO)


Dessa você não sabia!!!
Gatos que nunca foram castrados tem espinhos no pênis.
Os espinhos são projeções queratinizadas parecidas com aquelas que eles possuem na língua.
A função dos espinhos é induzir a ovulação e raspar o esperma de outros gatos machos na vagina da fêmea.
Quando o gato é castrado ele não possui estes espinhos.
O experimento é incomum, não é toda hora, ou melhor, é raro ver a região genital dos gatos domésticos, pois são constituídos de muitos pêlos no local.
Obviamente que o gato da foto estava sob efeito de sedativo.

MÃE CORUJA

CORUJA (Tyto alba) EM SEU NINHO COM SEUS FILHOTES

quarta-feira, 19 de junho de 2013

METAMORFOSE DE UMA BORBOLETA

VIDA DE BOLACHA DO MAR

                

                                                                 
PARTE VENTRAL
PARTE DORSAL
NA MINHA MÃO: MUITO LEVE, ÁSPERA, FORMATO ARREDONDADO, COM CÍLIOS (PÉS LOCOMOTORES) RODEADOS POR TODA A ESTRUTURA
  

segunda-feira, 17 de junho de 2013

CARANGUEJO FERRADURA

    

ESTRUTURA EM DESTAQUE: CAUDA SEMELHANTE A UM FERRÃO, PEQUENOS ESPINHOS LADEANDO A PARTE INFERIOR DO ANIMAL

A ESTRUTURA EM DESTAQUE SÃO PEQUENAS QUELAS (PINÇAS)

DUAS ESTRUTURAS EM DESTAQUE: ACIMA AS QUELAS (PINÇAS) E ABAIXO LOCAL ONDE OCORRE AS TROCAS GASOSAS (RESPIRAÇÃO) DO ANIMAL

ANATOMIA EXTERNA VENTRAL

terça-feira, 11 de junho de 2013

ARARAJUBA

ARARAJUBA AGARRADA A UMA ÁRVORE

É uma ave da família dos Psitacídeos, que incluem as araras, papagaios, periquitos e jandaias. Sua coloração viva, em amarelo-gema e verde-bandeira, sugeriu essa ave como símbolo nacional, inclusive por serem os Psitacídeos aves características de ambientes tropicais. 
A espécie é endêmica, ou seja, só existe em território brasileiro, com distribuição do Maranhão, ao oeste do Pará.
As ararajubas vivem em grupos de 4 a 10 indivíduos em ambientes de mata alta. Os machos e as fêmeas são semelhantes, ou seja, não apresentam dimorfismo sexual.
Na reprodução constroem seus ninhos em ocos de árvores altas, e podem ter até 9 filhotes por ninho, O período de incubação da família varia  entre 20 a 30 dias. A alimentação predileta dessa espécie são os cocos de açaí, embora consumam várias sementes de frutos. É interessante observar como se alimentam: utilizam o bico para subir nos ramos e seguram a comida com as patas.
As populações dessa espécie, assim como todas as outras do grupo, vem sofrendo ameaças de extinção devido à belíssima coloração que apresentam, por serem facilmente domesticáveis e por apresentarem disposição em imitar a voz humana, além de suas penas serem também utilizadas em ornamentos, oferecendo mais um risco a essas aves.

  • Nome vulgar: Ararajuba
  • Classe: Aves
  • Ordem: Psitaciformes
  • Família: Psitacidae
  • Nome Científico: Aratinga Guarouba
  • Habitat: Floresta Tropical Úmida
  • Ocorrências: Maranhão e Pará
  • Longevidade: Pode viver até 30 anos
  • Época Reprodutiva: Agosto à Dezembro
  • Incubação: 30 dias
  • Número de Filhotes: 2 à 3

Preservem a ARARAJUBA, para que futuras gerações possam conhecer a beleza desta ave genuinamente brasileira!!!

domingo, 9 de junho de 2013

APARELHO DIGESTÓRIO DE MAMÍFERO

ESTÔMAGO 

É uma dilatação do tubo digestivo entre o esôfago e o intestino, situada na cavidade abdominal, com a função de digerir os alimentos. 
Entre os mamíferos há uma diversidade considerável na forma e estrutura dessa parte do aparelho digestório, que é intimamente associado quanto a função e o hábito alimentar de cada espécie.


FUNÇÃO

Recebe o bolo alimentar, insalivado do esôfago, e o estoca temporariamente *(armazenamento temporário do alimento). O suco gástrico, secretado pelas glândulas da parede do estômago consiste especialmente de pepsina, renina e ácido clorídrico, iniciando assim a digestão química e enzimática do alimento.
Tudo é misturado no estômago por contração da parede muscular e, gradualmente, esse bolo alimentar é movido para dentro do duodeno.
                                              
                                                  
GLÂNDULAS ESTOMACAIS
 
ANIMAIS MONOCAVITÁRIOS  

Chamados também de monogástricos, são aqueles que possuem uma só cavidade ou compartimento no estômago.
Pertencem a essa ordem os carnívoros, suínos e equinos.
                      
CACHORRO (CARNÍVORO)

PORCO (SUÍNO)

CAVALO (EQUINO)

ANIMAIS POLICAVITÁRIOS

Chamados também de poligástricos, são aqueles que possuem várias cavidades ou compartimentos no estômago.
Existe um único estômago, porém, com vários compartimentos ou divisões.
Geralmente é uma característica dos animais ruminantes, pertencendo a essa ordem os bovinos, caprinos e ovinos.

                                                  
BOI (BOVINO)

CABRA (CAPRINO)

OVELHA (OVINO)

DIVISÃO DO ESTÔMAGO

  • Rúmen
  • Retículo
  • Omaso
  • Abomaso

As três primeiras estruturas (rúmen, retículo e omaso) são denominadas de "câmaras fermentativas".

Observe com bastante cuidado e atenção as fotos abaixo:
                                                 
SISTEMA DIGESTÓRIO DE EQUINO: (ESTÔMAGO PARTE EXTERNA)
SISTEMA DIGESTÓRIO DE EQUINO: (ESTÔMAGO PARTE INTERNA) COM ATENÇÃO ESPECIAL À ESTRUTURA CHAMADA DE BORDA OU MARGEM PREGUEADA
SISTEMA DIGESTÓRIO DE EQUINO
SISTEMA DIGESTÓRIO DE RUMINANTES
RÚMEN: DIGESTÓRIO DE RUMINANTES
ABOMASO: DIGESTÓRIO DE RUMINANTES

MAMUTE DA ERA DO GELO

sábado, 8 de junho de 2013

CYCA

Foto: Anderson Souza* (Cyca revoluta)


CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA

Reino: Plantae
Divisão: Cycadophyta
Classe: Cicadopsida
Ordem: Cycadales
Família: Cycadaceae (Persoon)
Gênero: Cyca


CONES OU PINHAS

As cycas são plantas dióicas (do grego oikos, que significa casa) ou seja, aquela em que os sexos se encontram separados em indivíduos diferentes. 
Os cones masculinos terminam normalmente em um espinho. Cada microsporófilo possuem numerosos microsporângeos - os sacos polínicos - em sua EPIDERME ABAXIAL (epiderme localizada na parte ventral ou dorsal da folha), que abrem por fendas para liberar os grãos de pólen, que são cimbiformes e monosulcados.

FOLHAS

As folhas são pinadas, coriáceas, com venação circinada (enrolado, dobrado sobre si próprio de forma circular) organizadas em hélice que nascem uma coroa de cada vez, geralmente uma vez por ano. Os folíolos inferiores estão muitas vezes reduzidos a espinhos denominados catáfilos. Os folíolos normais possuem uma única nervura espessa sem ramificações (vide foto). Os estigmas encontram-se apenas na parte abaxial. As folhas são pubescentes (haste, uma folha, um fruto provido de pelos muito finos semelhantes a uma lanugem), pelo menos enquanto jovens, com tricomas simples ou ramificados.

SEMENTES

As sementes são arredondadas com uma sarcotesta carnuda de coloração amarela e laranja escura, ou mesmo castanha e um tecido esponjoso sob a esclerotesta. O endosperma é haplóide (derivado do gametófito feminino) e o embrião possui dois cotilédones geralmente unidos na extremidade e um suspensor enrolado em espiral (circinado). A germinação é criptolocular.

PLANTA PRÉ-HISTÓRICA

As cycadophytas são plantas que já fincavam suas raízes na face da Terra, há mais de 200 milhões de anos (Período Jurássico), representando as espécies que através do seu processo evolutivo conseguiram escapar da extinção. É usual vê-la em filmes e desenhos com temas relacionados àquele período terrestre.
Foi uma das primeiras plantas doadas a D. João VI para serem introduzidas no "Jardim de Aclimatação do Rio de Janeiro" em 1809, hoje, Jardim Botânico do Rio de Janeiro.
As cycas são originárias da região que vai desde o Japão até a ilha de Java, e são plantas bastante resistentes. 

*A foto apresentada no começo da postagem foi fotografada no Jardim Botânico do Rio de Janeiro - Brasil.

CHAVE DE IDENTIFICAÇÃO

CHAVE DICOTÔMICA


Em Biologia, chama-se Chave de Identificação ou Chave Dicotômica, as descrições Sistemáticas que permitem identificar os nomes dos Taxas pertencentes a um determinado grupo de organismos, de uma determinada região geográfica ou ecológica. 
O livro da ilustração é bastante usada pelos estudantes de Ciências Biológicas da área de Botânica.
Para adquirir os livros relacionados à Botânica basta acessar o site
INSTITUTO PLANTARUM e você conhecerá os mais variados títulos.